Gravidez

Semana a Semana da Gravidez

Tudo o que nos precisamos saber, semana a semana, acerca do desenvolvimento do bebe, as mudanças do nosso corpo e conselhos para lidar com elas. Os 9 meses de gravidez são divididos em 3 trimestres que marcam os grandes marcos do desenvolvimento embrionário e fetal, desde o momento da ovulação até ao nascimento do bebé.

Ao longo das 40 semanas da gestação, o nosso corpo vai mudando para proteger e nutrir o bebé em crescimento, preparando-se para o parto e para a amamentação nos primeiros meses de vida.

A formação de uma nova vida é um acontecimento para o qual o nosso corpo se prepara todos os meses, a cada ciclo menstrual, quando amadurece um óvulo que aguarda durante algumas horas para ser fertilizado por um espermatozoide e, assim, dar início à formação de uma nova vida.

PRIMEIRO TRIMESTRE: DA 1ª À 13ª SEMANAS

SEGUNDO TRINESTRE: DA 14ª À 26ª SEMANAS

TERCEIRO TRINESTRE: DA 27ª À 40ª SEMANAS

 

gravidez1

Semana 1 a 5. Segue o link do meu video explicando os sintomas que eu tive.

https://youtu.be/qZ0rnPlC7tE

1ª SEMANA 

A semana 1 de gravidez, se inicia no dia que sua menstruação aparece. Normalmente, os médicos contam a gravidez a partir desse dia, a fim de obter maior precisão para a data prevista do parto (DPP). Daí em diante, o corpo se prepara para a segunda semana que é a semana que provavelmente ocorrerá a fecundação. Se você for do tipo que têm o ciclo regulado, pode ter mais chances de descobrir a gravidez com antecedência. Caso não seja, pode começar agora a perceber melhor seu corpo e os sinais que ele dá. Os hormônios estão em queda nessa fase, mas logo eles se elevarão a fim de dar seguimento no ciclo.

2ª SEMANA 

Por volta do 12º a 18º dia do ciclo, a ovulação ocorre, ou quando o óvulo foi amadurecido pelo ovário. Nele cresceu e amadureceu até que o folículo se rompeu e expeliu o óvulo para as trompas e, de lá, ele permanece até a chegada dos espermatozoides. Porém o prazo de validade do óvulo é curto, cerca de 24 horas na trompa à espera pela fecundação.

Não pense que é fácil a jornada dos “peixinhos” até o óvulo. Eles travam uma verdadeira batalha até chegar ao destino. Apenas os mais fortes e mais saudáveis sobrevivem. Ao chegar à trompa onde está o óvulo (ou óvulos) os poucos que restaram, tentam penetrar seu interior, mas apenas um consegue. Logo após a entrada do espermatozoide no óvulo ocorre uma mudança na superfície que impede que mais algum deles consiga entrar. Agora os núcleos se fundem dando origem a uma nova combinação de DNA do pai e da mãe formando agora uma nova vida! Está iniciada a 2ª semana de gravidez!

 3ª SEMANA

Após a fecundação, um zigoto é formado pelo óvulo e pelo esperma fazendo uma combinação de DNA com as características físicas desse novo ser que acaba de ser criado. Na 3ª semana de gestação, as duas células que se encontraram começam a se multiplicar, dividindo-se muito rapidamente conforme avança no caminho rumo ao útero. Finalmente, de 7 a 17 dias depois da fecundação, o novo ser chega ao útero, e ali procura um local macio e de grossa espessura para se fixar no endométrio, então, dá se início à nidação!

Esse processo de implantação pode levar um tempo e só depois disso, o HCG é identificável no organismo. Após a implantação, o zigoto se divide em 2 partes. Uma delas se tornará a estrutura que o bebê terá para se formar adequadamente, como a bolsa amniótica e a outra parte se desenvolverá como bebê. A 3ª semana de gravidez é a decisiva para o feto.

4ª SEMANA 

Esta é uma semana de grandes transformações. Pode-se dizer que foi dada a largada para a maravilhosa jornada da gravidez. Para começo de conversa, seu futuro bebê é oficialmente um embrião. A cabeça e a porção caudal se fundem e, a partir de agora, todos os órgãos do corpo dele estão preparados para se desenvolver. O cordão umbilical e a placenta continuam se formando e o cérebro começa a se configurar. Desde a semana anterior, suas estruturas iniciais são capazes de fazer a entrega de oxigênio e nutrientes para o embrião. Ele agora tem tudo do que precisa para crescer: alimento, proteção e, é claro, muito amor.

Você esperava a chegada da menstruação para esta semana? Se ela atrasou, esse é o primeiro sinal de que você está grávida. Por fora, seu corpo não dará pistas visíveis de mudança, mas, por dentro, já há grandes transformações. Enjoos matinais podem surgir, devido ao aumento de progesterona e de estrógeno. Apesar do desconforto, isso significa que a gravidez começou bem. Um simples teste de farmácia pode acabar com a incerteza. Confirmada a gravidez, inicie imediatamente o pré-natal, a rotina de exames para avaliar como está sua gestação. É uma ótima oportunidade para esclarecer dúvidas e resolver eventuais problemas. Aproveite também para checar seu peso e confirmar se você está acima ou abaixo do limite considerado saudável. Assim, saberá o quanto pode engordar nos próximos nove meses.

É chegada a hora de procurar um bom médico e iniciar o pré-natal!

5ª SEMANA 

Nesta semana, ocorre uma gloriosa explosão de força. Dentro de seu casulo repleto de líquido amniótico, o embrião desenvolve mais de 1 milhão de células por minuto. É como se fosse dado um sinal para que todos os órgãos do bebê pudessem agora se desenvolver. Tudo a seu ritmo, que é o mais incrível, como numa orquestra bem afinada. Com 1,25 mm, seu minúsculo corpo ganhou o formato de um C e já possui uma parte superior e outra inferior. O coração é o primeiro órgão a se desenvolver, depois vêm o fígado e o sistema nervoso central, bem como os músculos, os ossos e as primeiras células sanguíneas. Ah, e o sexo do futuro bebê também está definido – na verdade, isso ocorreu no momento em que o óvulo foi fertilizado pelo espermatozoide. Mesmo assim, você terá de aguardar alguns meses para realizar o exame de ultrassom e esclarecer esse mistério.

Agora é o momento de redobrar os cuidados com a sua saúde, em especial com o que você come. Assim, procure adotar uma dieta equilibrada, com grande diversidade de alimentos. Afinal, eles serão a fonte de onde o seu filho vai retirar os nutrientes de que precisará para se desenvolver. Mas, por favor, não vá comer por dois. O importante é você se alimentar de forma saudável. Outra dica preciosa é evitar passar muito tempo em jejum. Saiba também que nessa fase a barreira placentária ainda não existe, portanto evite bebidas alcoólicas, fumo e a automedicação, pois essas drogas podem chegar ao embrião. Praticar exercícios físicos é uma boa – faz bem para o bebê e, depois do parto, vai ajudá-la a recuperar a forma mais depressa. Antes de começar a malhar, obtenha a autorização do seu obstetra. Isso vale, inclusive, para as atletas.

Tudo sobre a Semaninha 6 a 8 segue o link do meu video abaixo.

https://youtu.be/nYh_p8MRg-4

6ª SEMANA 

O tuntum da vida não para. É o coração do futuro bebê, que está batendo de 120 a 160 vezes por minuto – bem mais rápido do que o seu. Esse órgão, que começou a trabalhar logo após a concepção, nesta sexta semana de gravidez lembra um pequeno tubo e continuará a se desenvolver até o final do primeiro trimestre, que se completa entre a 12ª e a 14ª semana. O embrião agora mede pouco mais de 6 mm e apresenta sinais de minúsculos membros. Essa transformação ocorre por uns quatro ou cinco dias e assim começa-se a vislumbrar as mãos e os pés. Já existe também a base do que serão seus pulmões, ouvidos, nariz, tubo digestório e fígado. Pontinhos negros surgem na porção superior: são os olhos que começam a ganhar forma. O cérebro continua crescendo.

Os enjoos matinais estão mais constantes, não é mesmo? Não se preocupe, pois trata-se de um sintoma previsível nas primeiras semanas. Para amenizá-los, experimente comer alimentos sólidos – uma bolacha do tipo água e sal, por exemplo – ainda deitada, antecedendo a escovação dos dentes. Algumas mulheres sentem náuseas à tarde ou à noite. Outras sofrem com a azia. Um dos segredos para controlar o mal-estar é fazer pequenas refeições ao longo do dia. Alongamentos leves, sob a orientação médica, também são indicados. Em espanhol, a palavra embarazo significa gravidez. O verbete tem tudo a ver com o estado embaraçado em que você se encontra agora. Aproveite a semana para agendar uma consulta com o seu dentista e avaliar como está a sua saúde bucal – acredite, isso também é importante durante a gravidez.

 7ª SEMANA 

A cada dia, o embrião parece mais humano e o seu corpo faz adaptações notáveis para envolvê-lo. Se você pudesse olhar dentro do útero, notaria que seu bebê agora tem braços e pernas. Também é possível perceber detalhes sutis na estrutura das mãos e dos pés – eles possuem pequenas fendas, que vão dar origem aos dedos. O intestino, o pâncreas e o apêndice estão formados, já os dois hemisférios cerebrais ainda se desenvolvem. Outra boa notícia é que, apesar de ainda estarem crescendo, os ouvidos de seu filho começam agora a afinar a capacidade auditiva. Um bom momento para cantar para ele e escutar músicas e sons que a deixam tranquila.

A sua ansiedade em ver a barriga ganhar contornos mais arredondados está a mil, mas é preciso um pouco de calma. Por enquanto, fica difícil perceber que você está esperando um bebê. No entanto, seu corpo, internamente, está trabalhando e sofrendo modificações como nunca. Só para você ter uma ideia, o volume de sangue do seu organismo já aumentou. Aliás, aí está uma das causas da frequente vontade de urinar que você anda sentindo nos últimos dias. Com mais sangue circulando, os rins trabalham dobrado e a bexiga logo fica cheia. Seu útero também está maior, pressionando a bexiga e, assim, contribuindo ainda mais com a sensação de ter de ir várias vezes ao banheiro. Nem pense em reduzir o consumo de líquidos. Além de água, beba muito leite para o bebê ter ossos e dentes fortes. Controle o café – em excesso, ele pode deixá-la ansiosa, além de prejudicar sua dentição. Nesta fase, é possível ainda sentir sono durante o dia. Tal sintoma também está relacionado ao aumento do volume de sangue. Conselho: respeite fielmente os seus horários de dormir.

8ª SEMANA 

Apenas 20 milímetros. Esse é o tamanho do bebê que você carrega no fim do seu segundo mês de gestação. Ele continua minúsculo – menor do que um feijãozinho -, mas o crescimento está a todo vapor. A barreira placentária já é bastante eficiente, selecionando tudo o que chega ao embrião. Mesmo assim, evite ingerir alimentos, bebidas e medicamentos que possam prejudicá-lo e não tenha contato com pessoas portadoras de doenças contagiosas, como a rubéola e a catapora. O baço, a traqueia, a laringe e os brônquios começam a tomar forma. A pontinha do nariz e as dobras das pálpebras acabam de aparecer, delineando as feições de seu futuro bebê. Ele já tem ombros e os braços cresceram um pouco. Aliás, praticamente tudo o que notamos num ser humano já está presente no embrião. Por isso, dentro de alguns dias, ele estará pronto para ingressar no período fetal.

Você pode até não ter a esperada barriga de grávida, mas aí dentro uma revolução acontece. Seu útero, por exemplo, está crescendo, alargando-se e amaciando para acomodar o embrião. Em breve, sua cintura vai se expandir e você vai notar outras mudanças no corpo. Os cabelos ficarão mais brilhantes. Já a pele, apesar da aparência viçosa, tem sua pigmentação aumentada, o que pode ocasionar o surgimento de manchas, especialmente na região do rosto. Nada a se preocupar, pois, após a gravidez, tudo isso desaparece. Para amenizar o problema, use protetor solar o dia todo. O intestino, por outro lado, pode desacelerar seu ritmo de trabalho. O estômago também passa a produzir maior quantidade de ácido clorídrico nesta fase, causando uma incômoda queimação.

Tudo sobre a semana 9 a 12. Segue meu link contando tudo o que eu passei essas semanas.

https://youtu.be/o3cn6m7_gEc

9ª SEMANA 

Ele agora mede 30 milímetros – está quase do tamanho de uma azeitona. Suas pequenas articulações (ombros, cotovelos, joelhos e pulsos) estão funcionando e permitem que ele se movimente dentro da bolsa de água. As pequeninas pálpebras se fecham, fazendo com que os olhos amadureçam o suficiente para ele enxergar o mundo. O cérebro cresce enormemente: 100 mil novos neurônios são criados por minuto, formando esse órgão complexo. Protegido pelo líquido amniótico, seu futuro bebê percebe a respiração e os batimentos cardíacos – os sons emitidos por você se tornam cada vez mais audíveis. Que tal aumentar os períodos de conversa com ele, bem como ensinar novas canções? Não se intimide caso isso pareça bobo demais. Afinal, este é um momento muito especial entre você e seu filho. Experimente!

Você dormiu bem essa noite? É bom repousar pelo menos oito horas ou você se sentirá muito cansada a cada manhã. A fadiga é comum na gravidez e uma das causas são as noites maldormidas. Outra explicação para o cansaço é a carência de alguns nutrientes, como o magnésio. Se você não anda pregando os olhos por culpa da ansiedade, converse com seu obstetra para esclarecer as dúvidas sobre a gravidez que estejam tirando seu sono. Praticar ioga também pode amenizar sua agitação. Com certeza, você vai se sentir bem melhor depois. Aliás, aproveite para conferir seu calendário do pré-natal e não se esqueça de compartilhar com o pai do bebê todas as suas emoções. Afinal, ele também deve participar deste período da vida do casal. Talvez seja a hora de agendar uma nova consulta e levá-lo com você.

10ª SEMANA 

Ele acaba de entrar no período fetal, isto é, o embrião se torna um feto e se inicia a fase do crescimento e do amadurecimento. Seu futuro bebê já tem a aparência humana e a maioria dos órgãos vitais está funcionando. Rins, fígado, pulmões, intestino e cérebro estão ativos, embora continuem em pleno desenvolvimento. Sabe quanto ele pesa? Apenas 5 gramas. Esse peso vai aumentar bastante nas próximas semanas.

Capriche na alimentação, pois o que é bom para você também é para o bebê. Suas refeições devem ser ricas em vitaminas e sais minerais. Isto porque a grávida precisa de 300 a 500 calorias a mais diariamente em relação a outras mulheres.

Se você tem gatos de estimação, lembre-se de evitar qualquer contato com a caixa de areia. Peça para que outra pessoa faça isso no seu lugar. As fezes dos bichanos podem transmitir a toxoplasmose, uma infecção perigosa para o feto. Mesmo que os exames para identificar esse problema tenham dado negativo, você não pode se descuidar.

Ao fim da décima semana, seu médico já deve ter solicitado a primeira ultrassonografia. Ela é importante porque avalia a idade do feto e os eventuais problemas de malformação congênita. Para mulheres acima de 35 anos e com histórico familiar de Síndrome de Down, muitos médicos recomendam o exame de translucência nucal. Segure a ansiedade: dificilmente nesta fase do desenvolvimento é possível saber se você espera uma menina ou um menino.

11ª SEMANA

Apesar de um tanto quanto desproporcional em relação ao resto do corpo, a cabeça de seu futuro filho já está bem delineada. Nesta fase, o diafragma, o músculo da respiração, também está em pleno processo de desenvolvimento. Assim, é normal se ele começar a soluçar um pouco. Os movimentos são tão sutis que você nem irá perceber. Com os dedinhos separados, em breve o bebê conseguirá abrir e fechar as mãos. Os órgãos genitais externos também estão se formando agora. Porém será preciso esperar mais um pouco para saber se o quarto da criança será azul ou cor-de-rosa.

Esta semana você deve estar cheia de dúvidas. O que eu não posso comer? Quais remédios devo evitar? Nada mais natural. A futura mãe precisa ser cuidadosa, pois tudo o que ela consome é absorvido pela criança. Os médicos ainda não entraram em um consenso sobre o limite de álcool diário permitido à gestante, mas já se sabe que a bebida pode interromper o desenvolvimento do futuro bebê, afetando principalmente cérebro, olhos e sistema respiratório. Portanto, o melhor é passar longe de tudo que for alcoólico. Aproveite para reduzir o açúcar – exagerar nos doces não é nada saudável – e modere também o sal, que pode elevar a sua pressão. Ah, você reparou que os enjoos estão reduzindo? Pois é, agora a maior parte das mulheres costuma se ver livre do incômodo.

12ª SEMANA 

Morando num casulo pouco maior do que uma bola tênis, seu futuro bebê dobrou de peso nos últimos 15 dias. Agora está com 14 g e mede cerca de 60 mm. Suas cordas vocais também estão em formação. Os dedinhos se alongaram e se separaram e as unhas começaram a crescer. Além de receber nutrientes e oxigênio do corpo da mãe, o bebê também já pode responder a alguns estímulos. Dentro da bolsa de água, ele consegue piscar, mover os dedos, abrir a boca e até ensaiar seu primeiro xixi, uma vez que os rins estão quase totalmente formados.

Você já percebeu a pequena saliência que está se formando em seu abdômen? Provavelmente suas antigas calças nem cabem mais ou estão incrivelmente apertadas. Isso está acontecendo porque finalmente seu corpo começa a refletir as notáveis mudanças que ocorrem dentro dele. São os sinais de gravidez se tornando mais evidentes. Os seios podem aumentar de tamanho e ficar doloridos, como na época que precede a menstruação. Assim, como as calças, o sutiã também irá parecer menor. Os mamilos se tornam pesados e as aréolas mais escuras. Além disso, talvez você comece a engordar. Deste momento em diante, finalmente, as náuseas e os enjoos, que tanto a incomodaram nas primeiras semanas, vão desaparecer. Daí, com o fim dessa sensação pra lá de desagradável, seu apetite vai reaparecer. Por isso, não estranhe se passar a sentir uma baita fome. Não é à toa: o bebê precisa de muitas vitaminas, proteínas e minerais para se desenvolver com saúde.

Tudo sobre a semaninha 13 a 16. Segue o link do meu video

https://youtu.be/YFKnDqUMsjE

 13ª SEMANA 

Começa uma nova etapa, o período de maior instabilidade terminou. O bebê está prestes a dobrar de tamanho e os rins já trabalham com força total. Agora seu filho consegue urinar perfeitamente – o líquido amniótico que ele vem engolindo já é excretado pelo seu próprio aparelho urinário. A cabeça, que estava desproporcional ao tronco, vai dar uma pausa no crescimento. Chegou a vez de o resto do corpo ganhar volume.

Acredite: já se passaram três meses desde o dia da fecundação. Marque essa conquista no diário da sua gravidez. A fase mais crítica terminou, mas os cuidados continuam. A vitamina B12, presente em todos os alimentos ricos em ferro, é muito importante no estágio em que você se encontra, pois contribui para a formação dos glóbulos vermelhos, evitando a anemia.

Se for viajar, confira com o médico se está tudo bem. Lembre-se de que você vai precisar de algumas pausas no caminho para ir ao banheiro, já que a vontade de urinar é mais frequente na gestação. Procure não ficar sentada por muito tempo para evitar dores e cãibras e leve água de coco na bagagem para o caso de se sentir enjoada durante a viagem. Quando chegar ao destino final, coloque as pernas para o alto – isso ajuda a reduzir os inchaços.

14ª SEMANA 

Doce ou salgado? Incrível, mas seu futuro bebê já tem paladar e consegue perceber a diferença entre os sabores do açúcar e do sal. É que, nesta semana, suas papilas gustativas começaram a funcionar. Aliás, todos os órgãos internos dele estão com as estruturas principais formadas. O cérebro continua se aperfeiçoando e envia comandos para os músculos se movimentarem, inclusive os da face. Por isso, ele já é capaz de franzir a testa, fazer caretas e sugar o polegar. Talvez agora mesmo ele esteja chupando o dedo.

É bem provável que, nesta semana, aquela roupa de que você tanto gosta não sirva mais. Afinal, sua barriga e os seios não param de crescer. Que tal incrementar o guarda-roupa e adotar o visual de gestante? Já que a sua gravidez é fato consumado, aqui vai um conselho: nada de exagerar nas garfadas e comer em excesso. Engordar além do limite não é uma boa nem mesmo fora da gestação. Sua pele continua a sofrer alterações e a mais característica desse período é a chamada linha nigra – aquela faixa escura que vai do estômago à região pubiana. Após o nascimento do bebê, ela some, mas, enquanto isso, sempre que tomar sol, passe protetor solar de fator acima de 30. Em relação ao pré-natal, seu obstetra deve ter solicitado novos exames, como o ultrassom morfológico, que avalia a formação e as funções dos órgãos fetais. Se você tem mais de 35 anos, seu médico também poderá realizar exames complementares para checar como o pequeno está se desenvolvendo.

15ª SEMANA 

Com o rosto totalmente delineado, os olhinhos do futuro bebê continuam fechados, mas ele já percebe as alterações de luz e pode até ficar incomodado se você disparar um flash próximo à barriga. Talvez até resolva se encolher um pouquinho. Sua pele também é muito sensível, lisa e transparente, porém acaba de ganhar a proteção de uma fina camada de pelos, chamada lanugem. Após o nascimento, essa penugem vai cair e, aos poucos, nascerão novos pelos. Nesta semana, ele pesa 50 g e mede 10 cm.

Você está curiosa para saber o sexo do bebê? Então, anime-se: entre a 15ª e a 18ª semana de gestação, já é possível ver se você está esperando uma menina ou um menino. Ou melhor, isso vai depender da posição do pequeno – às vezes, eles cismam em fechar as perninhas e não deixam ninguém olhar ali. Que tal um revigorante banho de sol matinal? Nada impede você de continuar bonita, bronzeada e em forma durante a gravidez. Mas não se esqueça do protetor solar e evite se expor entre as 10 horas e as 16 horas. Os raios solares também vão ajudar seu corpo a produzir a vitamina D, um nutriente que melhora a absorção de cálcio. Esse mineral vai garantir dentes fortes e ossos saudáveis para mãe e filho.

16ª SEMANA 

Na água aquecida da bolsa, seu futuro bebê está se divertindo, dá graciosas cambalhotas, embora você não perceba esses movimentos até lá pela 18ª ou pela 20ª semana. Ele agora pesa 80 g e mede 10 cm e suas células não param de se multiplicar. Todos os órgãos estão a postos e continuam se desenvolvendo. Os ossos se fortificam, já os sistemas circulatório e urinário estão sendo aperfeiçoados. Enquanto o pequeno inspira e expira o líquido amniótico, vai exercitando os pulmões. Prepare-se porque ele vai dobrar de peso e tamanho nos próximos 15 dias.

Agora que seu metabolismo já está totalmente adaptado à gravidez, confesse: você deve estar ouvindo muitos elogios. Não é por menos. As mulheres tendem a ficar mais bonitas e radiantes nesta fase da vida. Há uma explicação para isso. Além da felicidade de ser mãe, o aumento do volume de sangue, que chega a ser 50% maior nestes meses, está por trás desse efeito Cinderela, deixando sua pele corada e reluzente. Por isso, continue investindo em alimentos ricos em ferro, que estimularão a produção de glóbulos vermelhos no seu sangue e no do seu filho. Outro nutriente que não pode faltar na sua dieta é o zinco, que manterá seu sistema imunológico – e o do futuro bebê – funcionando a mil. Não se esqueça de se alimentar com calma, pois sua digestão está mais demorada.

Tudo sobre a semaninha 17 a 21 . Segue meu link falando um pouquinho do que eu senti.

https://youtu.be/RoDK64X-e6Q

 17ª SEMANA 

Ele cresce rápido e se movimenta mais. Tem apenas 12 cm, mas seus bracinhos e suas pernas já estão suficientemente longos para se mexer com agilidade. Isso não é motivo para preocupação. O cinto de segurança do bebê está firme. O cordão umbilical, que o mantém ligado à placenta, ficou mais resistente e fino. O corpo do seu pequeno ganha, agora, mais tecido adiposo, células gordurosas que vão ajudar a manter a temperatura dele equilibrada. A pele parece menos transparente. No entanto, os vasos sanguíneos ainda são visíveis.

Uma semana emocionante! Muitas mães relatam que começaram a sentir o bebê a se mexer justamente na 17ª semana. A sensação é como se “bolhas de gás” delicadamente estourassem dentro da barriga. Os toques e os movimentos da criança são bem delicados, mas estimulantes o suficiente para que você coloque as mãos na barriga, mesmo inconscientemente. Logo os chutes se tornarão inconfundíveis. Para que ele continue com essa energia toda, não deixe de manter hábitos saudáveis: tente dormir bem e continue a incluir vários nutrientes em seu cardápio diário. Evite cigarro e álcool e controle o consumo de café.

O segundo trimestre também é ideal para cuidar dos dentes e ir ao dentista para saber como se prevenir de qualquer problema dentário. Então, arranje um tempinho na sua agenda. E a ginástica? Em que pé está? Nenhum? A gravidez pode servir como um bom incentivo para cuidar mais do corpo e fazer atividades físicas. Se isso aconteceu com você, invista nelas, mas não sem antes se informar sobre as modalidades mais recomendadas para as gestantes. Hidroginástica, Ioga e Pilates estão na lista.

18ª SEMANA 

Ele cresceu pra valer. Está pesando cerca de 150 g e mede 14 cm – é quase o dobro do tamanho registrado 15 dias atrás. O coração continua batendo em ritmo acelerado, cerca de duas vezes mais rápido do que o da mamãe. Quanto ao sexo do bebê, se você ainda tem dúvidas, o mistério acabará em breve. A partir desta semana, será bem mais fácil visualizar os órgãos genitais no ultrassom. Se for uma menina, saiba que o útero e as trompas dela já estão formados. Se for menino, seus genitais podem ser vistos com mais nitidez. Mas talvez o bebê não colabore muito na hora do exame, ficando de lado, meio tímido. Eles são assim mesmo.

Ansiosa para a próxima consulta ao obstetra? Para a maioria das gestantes, a resposta é sim. Ir ao ginecologista ou fazer um ultrassom são momentos mágicos na rotina da gestante. Afinal, é delicioso ter uma hora inteirinha para falar sobre a gestação ou ver o bebê, ainda que em branco e preto e por meio de uma imagem borrada. Mesmo assim, os médicos advertem: um ultrassom por trimestre e uma consulta por mês são mais do que suficiente. Exceção para as gestantes com diabetes ou problemas cardiovasculares, que precisam de um acompanhamento mais constante. O único momento menos excitante durante a consulta médica é quando se sobe na balança. Falando nisso, como anda o seu peso? Será que você comeu mais do que deveria ou está inchada? Nos dois casos, preocupe-se em hidratar a pele para que ela tenha elasticidade para esticar e não formar estrias. Cuide-se para ser uma bela e jovem mamãe.

19ª SEMANA 

Seu bebê está ficando mais inteligente. Uma substância chamada mielina começou a se formar em volta dos neurônios. Isso garantirá a perfeita transmissão de impulsos elétricos no cérebro da criança, o que é de extrema importância para o desenvolvimento intelectual dela para o resto da vida. São motivos para comemorar, afinal era só isso o que faltava para o sistema nervoso do bebê funcionar impecavelmente. De resto, ele segue na sua rotina de desenvolvimento e evolução: engordando, aumentando de comprimento e aprimorando aptidões.

Você já está no meio do segundo trimestre e a barriga desponta. Nova rotina na sua vida pessoal e também na amorosa. Com o crescimento da barriga, passa a ficar mais concreta a ideia da chegada de um novo bebê para o papai. Aproveitem e leiam juntos matérias e livros sobre educação e gestação. Será bom para os dois. Em relação ao seu corpo, é normal se sentir inchada, o que também pode favorecer o aparecimento de celulite. Uma dica para amenizar o problema é diminuir a ingestão de sal e consumir alimentos ricos em magnésio. Esse mineral ajuda a controlar os níveis da pressão e previne contrações uterinas fora de hora. Se isso já tiver acontecido, é bom se informar sobre a diferença entre contrações ocasionais e as frequentes e ritmadas, que indicam o trabalho de parto.

20ª SEMANA 

Foi dada a arrancada do crescimento: a essa altura, ele já pesa 260 g e mede cerca de 16 cm. Todo o seu corpo está coberto por uma substância branca e oleosa. É a vernix caseosa, que entrou em cena para proteger sua pele do líquido amniótico. Pudera. Ficar mergulhado ali dentro por tanto tempo poderia causar irritações na frágil pele do pequeno. Essa substância, que é muito escorregadia, também vai facilitar a descida do bebê no momento em que ele se encaixar na pelve, lá no fim da gestação.

Ops… Por acaso, num dia desses, você se surpreendeu com um líquido branco, em pouca quantidade, no bico do seio? Trata-se do colostro, o leite que alimentará o recém-nascido nas primeiras mamadas. Uma pequena quantidade pode ser liberada quando as mamas são levemente massageadas. É possível também que você tenha percebido o aumento da umidade vaginal, a chamada leucorreia. Esses são sintomas da gravidez que em nada a impedem de fazer sexo. É só conhecer as posições mais indicadas para a gestante e investir em noites de amor. Depois, nada melhor do que um belo copo de água de coco, que, além de refrescante, faz superbem às grávidas. Na agenda, reserve um tempo para o ultrassom morfológico, normalmente indicado para a 20ª semana. É um exame importante e muito esclarecedor. Converse com o seu médico sobre ele.

21ª SEMANA 

Seu filho é único e a natureza imprime marcas que revelam essa peculiaridade. Nos seus minúsculos dedos, por exemplo, apareceram vários sulcos, que, em breve, darão origem às impressões digitais. As pálpebras começam lentamente a se abrir. É como se o bebê quisesse conhecer aos poucos o mundo que o acolhe. O aparelho digestivo já trabalha a pleno vapor. Parte de suas engrenagens, como o intestino delgado, começou a se desenvolver cedo, por volta da sétima semana. Agora foi ativada outra de suas peças, o intestino grosso, por onde passa uma parte do líquido amniótico, que o feto está continuamente engolindo.

Com a proximidade do terceiro trimestre, dá vontade de comprar tudo: outras roupas para gestante (afinal você tem mais de dez semanas pela frente), lindos conjuntos para o bebê, passando pelos itens da decoração do quarto e, é claro, os acessórios (tantos e tão caros). Calma! Mais importante do que ter tudo de uma só vez, é planejar os gastos para se manter financeiramente saudável. Não é só a conta corrente que precisa se manter saudável: você também. Então, na próxima refeição, que tal comer peixe? Ele é rico em ácidos graxos ômega-3, um nutriente muito importante para as gestantes. Quanto à sua beleza, há muito o que fazer. Talvez, a dica mais importante seja esta: use protetor solar todos os dias e, se for possível, repasse-o na hora do almoço. A pele da gestante está mais suscetível a manchas, que podem ser evitadas se você proteger a pele.

Semana 22 a 26. Tire as suas duvidas e veja meu video no link abaixo.

https://youtu.be/lzSorQ3Rpvc

22ª SEMANA 

Ele já tem cílios e muito mais: sobrancelhas, pálpebras, lábios e brotos dentários, que darão origem aos dentes. Isso quer dizer que o rosto do seu filho tem uma fisionomia definida. As unhas também já estão bem formadas e crescidas, cobrindo as extremidades dos dedos. E o cérebro continua em acelerado e constante desenvolvimento, que prosseguirá, em alta intensidade, até os 5 anos de idade da criança. A pele, entretanto, está toda enrugada, mas logo mudará. Afinal, ela terá de se esticar para acompanhar o crescimento do bebê.

Você agora está ganhando peso de maneira mais estável e constante. Tudo corre no seu ritmo e há tempo de sobra para especular como será o seu bebê. Vai puxar ao pai ou será a cara da mãe? No caso da dentição, é fácil prever o que a genética pode fazer. Basta olhar para o casal. A criança tem grandes chances de herdar uma mistura do sorriso dos dois. E, por falar em dentes, não deixe de redobrar os cuidados com a sua saúde bucal. A escovação correta, depois de cada refeição, é um cuidado essencial para prevenir cáries e infecções na gengiva. Além de incomodar muito, esses problemas podem prejudicar o bem-estar do feto. No dentista, atenção aos exames com raios X, que não são recomendados, e aos medicamentos proibidos para gestantes.

23ª SEMANA 

Três novidades deliciosas marcam esta fase. Os olhos do seu filho começam a se mover. São movimentos rápidos, como aqueles que ocorrem durante os sonhos dos adultos – um bom treino para olhar tudo com muita atenção quando vier ao mundo. A outra boa notícia é que ele já pode ouvi-la melhor. A partir desta semana, ele percebe com mais exatidão os sons, em especial os mais graves, difere os ritmos de fala e, claro, distingue melodias. Eis uma ótima oportunidade para cantar e contemplá-lo com músicas. Outra importante evolução: o pâncreas, finalmente, foi ativado. O órgão, que começou a se desenvolver por volta da nona semana, recebeu os últimos ajustes e está pronto para produzir o hormônio insulina. Essa peça vital no corpo humano será encarregada de manter a glicose sob controle no sangue da criança toda vez que ela ingerir qualquer alimento, inclusive as guloseimas que ele tanto irá adorar.

Você ganhou uma linda barriga, que cresce a cada dia e requer muitos cuidados. Como toda mãe, a essa altura você já deve ter sacado uma fita métrica para conferir o quanto ela se expandiu. Até agora, seu útero deve ter alcançado 22 cm. Nos últimos dias de gravidez, a altura uterina pode chegar a 40 cm. Conforme a barriga cresce, a pele coça e as estrias podem aparecer. Alguns cremes são indicados para prevenir as coceiras e, de quebra, evitar essas marcas. Com peso extra, suas costas devem estar reclamando. Para acalmá-las, use sapatos de salto baixo e evite ficar sentada ou deitada por muito tempo. Outra dica: quando sentar, use um suporte para manter os joelhos mais elevados que os quadris. Uma alimentação saudável, rica em vitaminas e minerais, contará pontos a favor de seu bem-estar e de sua beleza.

24ª SEMANA 

Ele já tem 21 cm, mas pesa pouco, cerca de meio quilo. Leve, mas por pouco tempo. Muitas transformações continuam ocorrendo em seu corpo. As células entram em franco desenvolvimento, assegurando o ganho de peso ao bebê para que no final da gestação ele alcance cerca de 3 mil gramas (ou 3 kg). Os pulmões começaram a produzir o surfactante, uma substância responsável por garantir que ele consiga respirar sem problemas nos primeiros momentos fora da barriga da mamãe e, assim, ter fôlego extra para abrir o berreiro.

É bem possível que você esteja esbarrando nas coisas ao seu redor e, às vezes, calculando, erroneamente, que irá passar numa brecha quando, na verdade, acaba se apertando mais do que esperava. Normal! Nos últimos dias, sua barriga cresceu e seus quadris se alargaram, sinais de que seu corpo está se adaptando para acomodar um bebê cada vez maior e se preparando para o parto.

Nesta fase, algumas mulheres sentem tonturas ao se levantar rapidamente. Pode ser a chamada hipotensão postural, uma queda na pressão que faz o sangue descer do cérebro rapidamente devido à força da gravidade. Converse sobre o assunto com seu obstetra. Em alguns casos, as tonturas podem denunciar problemas como anemia e alterações nos níveis de açúcar do sangue. E como é que anda a seleção de roupas para o pequeno? Já está mais do que na hora de ir às compras. Quando voltar para casa cheia de sacolas, faça um escalda-pés para relaxar. Você merece!

25ª SEMANA 

Os cabelos do seu filho começaram a crescer e já têm uma coloração definida, mas essa característica pode mudar quando a criança nascer. Você já sabe se é menino ou menina? Nesta fase, o ultrassom já é capaz de revelar esse mistério. Porém nem sempre a posição do feto facilita. Algumas pessoas, no entanto, garantem que sabem a resposta só de ouvir os batimentos cardíacos da criança. Quando o coração bate rápido, dizem que é menina. Se bate mais devagar, afirmam que é menino. Tudo indica que isso não passa de mito. Assim, o melhor mesmo é recorrer ao exame de imagem para esclarecer a questão.

Ontem você estava irritada, hoje acordou alegre e, de repente, sentiu vontade de chorar? Não se assunte, é assim mesmo. Todas as gestantes experimentam a sensação de estar com as emoções intensificadas e o humor oscilante. Sintomas esperados, já que os hormônios estão em ebulição no seu organismo. Para se sentir melhor, alimente-se bem e tente proporcionar a você mesma boas noites de sono. Para isso, evite as bebidas com cafeína, como o café, o chá preto e os refrigerantes à base de cola. Essas substâncias podem deixá-la mais ansiosa e, ainda, piorar o seu humor. Uma boa dica é não abrir mão de fazer uma atividade física – vale até mesmo uma caminhada leve. Isso ajudará, inclusive, na melhora da autoestima, que constantemente precisa de um reforço. Exercitar-se também aprimora o sistema imunológico, que costuma ter oscilações na gestação, e serve como mais uma forcinha para evitar gripes e desânimo.

26ª SEMANA 

Ele está com quase 1 kg e mais esperto, aprimorando os sentidos. A audição é um exemplo. Já estava boa na semana passada, mas ficará ainda melhor no término desta, com o surgimento de novas terminações nervosas no ouvido. Ele escuta seus batimentos cardíacos e se sente tranquilo. Se à noite ele se mexe mais, experimente cantar uma música de ninar. É possível que ele se acalme. Quanto à respiração, o pulmão continua se exercitando, inspirando líquido amniótico. Assim, quando nascer, o bebê terá um ótimo fôlego para tudo, inclusive chorar.

Nesta semana, é possível que o obstetra peça o teste de glicemia pós-prandial, que avalia como o seu organismo se comporta na hora de processar o açúcar dos alimentos. Essa avaliação serve para detectar o diabete gestacional, um problema que atinge 10% das grávidas e, geralmente, desaparece depois do parto. Vamos a outros assuntos mais gostosos. A vida sexual não precisa parar à medida que a barriga cresce. Ao contrário, é uma boa ocasião para descobrir novas posições e prazeres.

Semaninha 27 a 30. Veja meus sintomas no link abaixo.

https://youtu.be/IHkIDZEszoU

27ª SEMANA 

Coisas incríveis estão acontecendo nesta semana. O cérebro está em desenvolvimento acelerado, na formação de curvas e dobras, compondo um labirinto de tecidos. O bebê já é capaz de abrir e fechar os olhos. Além disso, pode ter começado a soluçar um pouco mais. Não é à toa. Seus pulmões estão quase formados. Seu filho está mais comprido, com cerca de 34 cm, o que a faz sentir com mais intensidade os movimentos dele na barriga. Como você vê, a vida intrauterina está animada, cheia de novidades.

O futuro papai deve estar estranhando os seus pedidos. Não é para menos: ter vontade de comer picolé de tapioca e feijão com bolacha não é lá muito comum. Algumas mulheres grávidas experimentam tais vontades, um tanto absurdas. Os médicos não sabem dizer, com certeza, se há uma explicação científica para o desejo. Suspeitam, no entanto, que pode ser a carência de algum nutriente. Ou, então, de algum mimo ou carinho (o que você merece e muito).

Na dúvida, procure manter uma alimentação equilibrada. Em especial, não abuse do café, para não atrapalhar o sono, nem do sal, que favorece o inchaço e a celulite, suportáveis, e até mesmo a hipertensão, que devemos realmente evitar. Mas vamos pensar em coisas boas. Que tal relaxar aprendendo a fazer shantala? Ela é uma massagem que transmite amor e pode ser aplicada no bebê já no primeiro mês de vida. Só imaginar o toque na pele macia do pequeno já dá uma tranquilidade, não é?

28ª SEMANA 

Mexendo para lá e para cá, ele curte um vidão dentro do útero. Nesta semana, seu bebê começou a adquirir mais gordura no corpo e está ficando rechonchudo. O cérebro continua em plena atividade, numa evolução constante, que continuará quando o pequeno nascer. As retinas também passam por um período de aprimoramento e já captam com mais precisão a luminosidade do ambiente. A visão está bastante aguçada.

A barriga pontuda é sinal de beleza na gravidez. Então aproveite para exibi-la com orgulho, com batas modernas, e capriche no visual. Evidencie o que os hormônios da gestação naturalmente embelezaram em você. Os cabelos? A pele? Valorize-os! Isso a fará dar menos importância aos sintomas desagradáveis comuns na gestação, como a dificuldade de respirar, mais incômoda nesta semana. O mexe-mexe do bebê está empurrando o seu diafragma e isso torna a respiração mais difícil.

Algumas gestantes também reclamam de sangramentos nas narinas ou da sensação de nariz entupido. Não se assuste. Na gravidez, a mucosa das vias nasais pode dilatar um pouco e provocar tal reação. A recomendação mais importante é não usar descongestionantes e conversar com o seu médico para encontrar um alívio.

29ª SEMANA 

Em seu balé gracioso, o bebê encontrou a melhor posição para vir ao mundo. Por volta desta semana, ele se posiciona de cabeça para baixo no útero – posição chamada de vértex – e assim permanecerá até o parto. Seus sentidos estão operando em sintonia fina. Os órgãos continuam amadurecendo e novas células se multiplicam a todo instante. Quem supervisiona tudo isso é o cérebro, que está superativo. Nesta semana, por exemplo, esse comandante-geral ganhou a tarefa de controlar o ritmo da respiração e a temperatura do corpo. Pode ter certeza: o poderoso chefão está se saindo muito bem.

Suas mãos e seus pés andam dorminhocos, formigando às vezes? O motivo é que o útero, apertado como está, pressiona os vasos sanguíneos e a circulação fica assim comprometida. Mantenha-se calma, pois, em semanas, tudo vai mudar. Mas até lá você ainda tem muita coisa para fazer. São os cuidados com a arrumação do quarto, os brinquedos e os acessórios indispensáveis à criança. É por isso que, a partir de agora, além das dicas sobre saúde, alimentação e bem-estar, é necessário lembrar de cada um desses preparativos para você não se esquecer de nada. Comece com a mala da maternidade, que deverá estar pronta em breve.

30ª SEMANA 

Quando você sai de um lugar escuro e entra em outro iluminado, seu bebê percebe a diferença de luz. As retinas estão bem evoluídas e o bebê, mais sensível aos sentidos. Aproveite e acaricie a barriga – ele vai vibrar de alegria. Com um pouquinho de sorte, o pequeno poderá até retribuir o chamego, esticando pés e braços em direção à barriga. Quanto ao paladar, o único sabor que o pequenino experimentou até agora foi o do líquido amniótico, que ele engole e inala continuamente. De acordo com os pesquisadores, essa substância é adocicada, ou seja, tem o gosto de infância.

Impossível não ver sua barriga a distância. Nesta semana, provavelmente ela alcançou os 30 cm de altura. Pegue a fita métrica e confira. Grandona! Suas pernas que o digam, pois elas sentem ainda mais o peso do bebê. As cãibras e os inchaços em pés, mãos e rosto podem aumentar. Isso acontece porque há uma grande quantidade de sangue circulando pelas veias e seu retorno ao coração nem sempre é fácil.

Evite ficar em pé por muito tempo e continue calçando sapatos baixos. Recomenda-se que mulheres com predisposição a varizes usem meias elásticas e mantenham as pernas elevadas sempre que possível. Aproveite a próxima consulta ao obstetra para mencionar esses sintomas e também retome o assunto sobre o parto. Dedique também um tempo para as lembrancinhas da maternidade. É bom que esses preparativos já comecem a ficar prontos.

Semana 31 a 35. Veja o que senti nessas semaninhas ..Super ansiosa.. link abaixo.

https://youtu.be/3AgblUCowQw

 31ª SEMANA 

O bebê vive a fase do apogeu do crescimento, que vai da semana 28 à 37, com um ganho de 200 g a cada sete dias. A cabecinha está entre as partes do corpo que mais crescem. O cérebro, por exemplo, aumentou de tamanho nos últimos dias e as conexões entre as células nervosas se multiplicaram. Além disso, a visão de seu filho está quase perfeita e será aprimorada após o nascimento. Isso porque, nas primeiras semanas, os olhos do recém-nascido focalizam apenas objetos próximos. Depois, ele se acostumará com o colorido e enxergará também o que está distante.

Encontrar uma posição confortável para dormir está cada vez mais difícil, não é? Também pudera. Você carrega um bebê rechonchudo de aproximadamente 1,35 kg. E há ainda os pesos da placenta e do líquido amniótico, somando cerca de 12 kg dentro de você. Hora de ficar bem atenta ao que come para não engordar demais. Alimentos leves cairão muito bem, como saladas, peixe, frutas e sucos. Nesta fase, mesmo para grávidas em forma, não é fácil se vestir, em especial escolher a calça, que deve ser confortável sem perder a elegância. Possivelmente, para calçar sapatos você precisará de um auxílio.

32ª SEMANA 

O pequeno ser, de quase 2 quilos, parece tão distante do mundo… A verdade, porém, é que ele está conectadíssimo com tudo o que acontece do lado de fora. Percebe os ruídos – embora o som seja abafado pelo líquido amniótico – e a mudança na luminosidade dos ambientes onde você está. Aliás, o bebê consegue mover não apenas os olhos mas também o corpo todo: os braços, as pernas e a cabeça. Não é o máximo? Aí está a explicação para os chutes que você tem sentido ultimamente. Seu filho está cheio de energia e não vê a hora de sair para se aninhar nos braços da mamãe.

Haja coração! Esse órgão, a partir desta semana, trabalha um quarto mais rápido do que o convencional para dar conta do volume de sangue que aumentou cerca de 2,5 litros. Momento de intensificar as visitas ao obstetra. Se antes a rotina de exames era mensal, agora será bem mais agitada.

Nessas ocasiões, converse com o médico sobre os sintomas que merecem atenção redobrada na reta final. Ele explicará que os sangramentos, as dores de cabeça e alguns tipos de contração podem ser sinais de alerta.

Ao voltar da consulta, não deixe de conferir os preparativos para a chegada do bebê. Além dos acessórios básicos, você já comprou algum brinquedo para ele? Mime-o da maneira certa, escolhendo o mais adequado para cada fase. Vocês vão se divertir muito juntos.

33ª SEMANA 

Ele cresceu, engordou e não está mais tão enrugado como antes. Agora possui uma pele bem mais macia e o lanugo, a fina camada de pelos que recobria seu corpo, desapareceu. Os ossos estão ganhando mais resistência e, nesta semana, o peso do pequeno alcançou os dois quilos. Seu comprimento total, da cabeça aos pés, é de 43 centímetros. Apesar de passar a maior parte do tempo dormindo, não se engane: quando abre os olhos, ele presta atenção em tudo o que ocorre do lado de fora da barriga. Ele está treinando para chegar.

A barriga não para de crescer. Agora ela deve estar com 32 centímetros de altura e, grande assim, só poderia pressionar o seu estômago. Em consequência, o apetite pode diminuir e a azia aumentar. Para resolver esses incômodos, procure fracionar as refeições, comendo várias vezes ao dia e em pequenas quantidades. Já que a hora H está chegando, que tal conversar com o obstetra novamente sobre os tipos de parto e sobre a alta incidência de cesariana no Brasil? Informações, seu desejo e as possibilidades (suas e as do bebê) ajudarão você e o médico a decidir essa questão. Ah… e também é bastante indicado já deixar a mala da maternidade no porta-malas do carro. Antes, confira se você tem tudo que precisa lá.

34ª SEMANA 

O pequeno já adquiriu todas as condições para se adaptar à vida fora do útero. Seus órgãos estão completamente formados, os sentidos se aperfeiçoaram e o cérebro comanda uma gigantesca tropa de células que trabalha para que tudo funcione a contento. Ele também começou a desenvolver seu próprio sistema imunológico, que vai protegê-lo contra infecções leves. Na 40ª semana, quando nascer, suas defesas ganharão um reforço extra após os primeiros goles de leite materno. A placenta começa a envelhecer, afinal suas funções já não são tão importantes.

Caso o seu obstetra ainda não tenha pedido, certamente em breve recomendará mais um ultrassom. Nesse exame, ele verificará o peso do bebê e a evolução do seu desenvolvimento, além de avaliar as condições da placenta e do líquido amniótico. Aproveite a ida ao médico e questione-o sobre os bancos de cordão umbilical. O sangue coletado dessa região no dia do parto é uma medida preventiva, que pode ser muito útil caso haja problemas de saúde no futuro. Avalie a questão com calma. Enquanto isso, foque-se nas medidas práticas: cuide da sua alimentação para não engordar demais e dedique-se ao quarto do bebê, avaliando se os móveis e a decoração estão de acordo com as necessidades de um recém-nascido.

35ª SEMANA 

Pronto para mamar. O seu bebê adquiriu essa habilidade e já está com os movimentos reflexos – como a sucção – desenvolvidos. Ou seja, refeições e crescimento garantidos na vida fora do útero. Enquanto ele não sai da toca, sabe o que faz? Continua crescendo. Mesmo com o espaço ficando cada vez mais apertado, ele não para de ganhar peso. Chegou aos 2,5 quilos e, por isso, suas pernas e seus braços se tornaram mais gordinhos nesta semana. Seu filho também deu uma espichada e, da cabeça aos pés, agora mede 45 centímetros, em média. Assim, crescidinho, ele não consegue fazer tantas estripulias na barriga da mamãe. Afinal, o útero já não permite movimentos muito expansivos. Depois que ele nascer, aí, sim, vai voltar a dar muitos chutes e cambalhotas.

Gravidíssima. É assim que você se sente ao exibir sua barriga – que agora merece, com todas as honras, ser chamada de barrigão. Ela está com 35 centímetros de altura e, desse jeito, mal sobra espaço para a bexiga inflar. Por isso, é um corre-corre danado o dia inteiro em direção ao banheiro, não é? Falando nisso, muitos médicos indicam nesta fase um exame chamado cultura da secreção vaginal, que aponta a presença ou não de estreptococos no canal do parto. Se houver, hora de exterminá-lo. Cuide-se por dentro e por fora também. Na alimentação, reduza ainda mais a quantidade de sal nos alimentos para evitar o excesso de inchaço. Aproveite ainda e faça uma visita ao cabeleireiro. Vale aparar as pontas do cabelo e retocar o esmalte das unhas.

Finalllll.. ta chegando a hora semana 36 a 40… Veja meu video no link abaixo.

 36ª SEMANA 

Falta um detalhe: engordar um pouco para que seu sistema de regulagem de frio e calor esteja pronto para funcionar quando estiver fora da temperatura controlada do útero. Retoques finais também estão sendo providenciados. Os cotovelos e os joelhos agora formam covinhas e o rostinho está bochechudo. Pode acreditar: seu bebê não vê a hora de sair – parece até que notou a expectativa dos pais, que estão ansiosos por sua chegada.

Na calada da noite, você passou a fazer barulhos estranhos? A pergunta pode soar estranha, mas muitas mulheres passam a roncar durante a gravidez. Converse com seu médico sobre isso. Seria bom resolver porque isso pode atrapalhar seu descanso durante o sono. Na próxima consulta com o obstetra, fale sobre a questão e também tire suas dúvidas sobre anestesias.

Apesar da ansiedade e da correria das últimas semanas, não se descuide da alimentação. Um pouquinho e sempre é a receita. Alimentos leves, como frutas e queijos brancos (o cálcio é sempre importante), e muito líquido irão ajudá-la a se sentir melhor. Que tal um brinde com água de coco, que faz muito bem para o seu organismo? Saúde para você e para o bebê.

37ª SEMANA 

Últimos dias dentro da barriga da mamãe. O bebê sabe disso e está se preparando para adquirir a carinha e o corpo na versão que virá ao mundo. A partir desta semana, ele perde o lanugo, aqueles pelos bem finos que cobriam o corpo. A pele também deu adeus à vernix caseosa, uma cera escorregadia que a protegia. Agora, não ganhará peso como antes, só cerca de 70 gramas por semana. Sinais da maturidade. Assim, se nascer por esses dias, não será considerado prematuro.

Você reparou que está respirando melhor? Não é impressão, não, é real e tem uma razão: o bebê se moveu, provavelmente, em direção à pelve. Nessa posição, o pequeno fica com a cabeça voltada para baixo, diminuindo a pressão na parte superior da barriga. Que alívio!

As consultas médicas tornam-se mais frequentes. Na próxima, pergunte ao obstetra sobre os sinais que indicam o trabalho de parto. Muitas vezes, o que você imagina se tratar de uma contração pode ser apenas o peso da cabeça do bebê no colo do útero. Com algumas orientações, você não terá dificuldade em identificar o momento certo em que o bebê vai nascer.

Enquanto isso, não deixe a ansiedade tomar conta da sua dieta e continue se alimentando de maneira saudável. Também reserve alguns minutos para cuidar de você. Que tal aparar as pontas do cabelo? Inevitavelmente, você será muito fotografada nos primeiros dias após o nascimento.

38ª SEMANA 

Na emoção da reta final, a frequência cardíaca do bebê é duas vezes mais rápida do que a da mãe, de 120 a 160 batidas por minuto. Ele sabe que precisa se sentir quentinho do lado de fora do útero. Por isso, a camada de gordura sob sua pele aumentou um pouco, regulando melhor a temperatura corporal. Os intestinos deram mostras de que estão funcionando bem e já formaram o mecônio, uma substância verde considerada como sendo o primeiro coco do bebê. Não se preocupe. Normalmente, o mecônio é excretado após o nascimento.

Se você ainda está trabalhando, essa é uma boa semana para sair de licença. Falta muito pouco para o bebê nascer e a sua barriga, que agora tem de 36 a 38 centímetros de altura, dificulta suas atividades rotineiras. Além disso, provavelmente você não está dormindo tão bem, o que pode deixá-la mais cansada e com sono durante o dia. Por isso, hora de pegar leve.

Uma dica para esquecer os desconfortos – e driblar a ansiedade típica dessa fase – é se concentrar em outras atividades. Você pode, por exemplo, ler sobre o surpreendente trabalho de suas mamas para fabricar o leite materno, o primeiro alimento do bebê, ou sobre células-tronco, um assunto especialmente interessante para as gestantes.

39ª SEMANA 

Em pleno funcionamento, prontinho para nascer. Agora serão apenas os toques finais, como o amadurecimento do cérebro e o surgimento de novas camadas de pele para torná-la mais resistente. O pulmão está em condições de funcionar, mas isso só acontecerá após o nascimento – mais especificamente, no momento daquele chorinho na sala de parto que a deixará tão emocionada. Falando nisso, você já se informou sobre as vantagens do parto normal para o bebê? Vale a pena.

Você não sai do consultório do obstetra? É assim mesmo! Neste momento, ele acompanhará de perto a sua saúde e a do seu filho. A cada consulta, irá verificar o crescimento e a posição do bebê e também a dilatação do colo do útero. O médico só não será capaz de informar, com exatidão, o dia do parto. Quem decide isso é o seu bebê, que pedirá passagem para sair e você perceberá nitidamente com as contrações.

Preste atenção: quando o intervalo entre elas começar a diminuir e se tornarem mais intensas, é hora de ir para a maternidade. Na conversa com o obstetra, informe-se também sobre os bancos de cordão umbilical, que podem armazenar células importantes para a saúde do bebê ou de outro membro da família. Você ainda está em tempo de decidir sobre isso. Nessas últimas semanas, não deixe de comer de três em três horas e sempre alimentos leves.

40ª SEMANA 

Peso? Aproximadamente 3,5 quilos. Comprimento? Dos pés à cabeça, cerca de 48 centímetros, em média. Tudo confere e não resta dúvida: o grande dia está chegando para o seu bebê. Ele agora começa a liberar corticosteroides, uma série de hormônios diferentes, que fazem os músculos do útero se contraírem. De um minúsculo embrião, conseguiu evoluir e, pouco a pouco, se transformou em um ser humano, dotado de inteligência e grandes habilidades. A partir daqui, está pronto para uma nova jornada. Desta vez, ao seu lado, e não dentro de você. Sejam felizes!

Mala no porta-malas, na mão o enfeite da porta da maternidade, papai ansioso andando de lá para cá. Agora é só uma questão de dias ou, melhor, de horas. A qualquer momento, as contrações mais intensas aparecerão. Ao perceber um padrão no intervalo entre elas, siga para a maternidade. Logo mais você estará amamentando e dando banho no bebê. Emocionante!

No entanto, além da atenção dispensada ao novo integrante da família, não se esqueça de se cuidar, muito menos de se alimentar para evitar cansaço excessivo ou anemia. Seu corpo entrará numa nova fase de transformações. Ajude-o a retomar as formas de antes consultando um dermatologista.

* Este é o momento previsto para o parto. No entanto, se ele passou e nada do bebê, não há razão para se preocupar. Seu filho ainda tem duas semanas para decidir deixar o confortável útero da mãe e estrear no mundo. Continue o acompanhamento com o seu obstetra. Nascer até a 42ª semana é considerado normal pelos médicos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *